Opções e malabarismos

1
228

Já o dissemos e voltamos a escrever: a questão da eliminação do tempo de serviço e do incumprimento dos quadros legislativos é uma OPÇÃO POLÍTICA!

Esta opção questiona, na sua essência e antes de mais, a paz/equilíbrio social e até o próprio Estado de Direito.

É uma opção também porque, simultaneamente, o mesmo orçamento prevê com – ROBUSTEZ e (IR)RESPONSABILIDADE – cerca de dez mil milhões de despesas extraordinárias, cerca de dois mil milhões de euros para “tapar buracos” na Banca, 1500 milhões para as ruinosas parcerias público-privadas rodoviárias e ainda mais de cinco mil milhões para participações, etc…

Como escreve hoje o diretor da Sábado, Eduardo Dâmaso, em “A justa luta dos professores”, tratam-se de “caprichos de circunstância de um Governo”, para fazer face a uma luta “mais do que justa e legalmente sólida”.
https://www.sabado.pt/…/detal…/a-justa-luta-dos-professores…

Não podemos sucumbir aos MALABARISMOS retóricos do Governo e do Ministro das Finanças, jogos políticos assentes em negociações farsantes e “contas” fantasma.
Aliás, será que alguém acredita que o distinto ministro das finanças da Europa nunca tenha tido em conta o impacto positivo na economia nacional do reconhecimento dos nossos direitos?

NÃO DESISTIMOS, exigimos RESPEITO e JUSTIÇA para a classe docente!

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto