Porquê pré-avisos diários em agosto?

A greve de 4 de junho até dia 31 de julho é uma greve dirigida a um tipo específico de actividade laboral docente: a realização de CT’s de avaliação final interna. O quadro temporal desta greve está delimitado ao período horário em que se realizam esses conselhos de turma e enquadrado no período laboral em que se inserem (período da manhã ou tarde, períodos separados pelo horário de almoço). Ao ser uma greve dirigida a uma actividade laboral específica (reunião de avaliação), independentemente da hora e dia em que esta está convocada, torna-se irrelevante e juridicamente indiferenciado se o pré-aviso que dá origem à greve é diário ou por um período mais alargado (semana, quinzena, mês).

Já uma greve total/geral como a prevista para o mês de agosto, coloca como unidade todo o período de trabalho, sendo neste caso útil a diferenciação da convocatória, entre diária e por um período de dias mais alargado.

 

Já foram enviados com naturalidade e total cumprimentos dos prazos os pré-avisos para os primeiros 10 dias.

Seguir-se-ão atempadamente os restantes dias de agosto!

 

Documentos:

Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-1-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-2-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-3-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-6-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-7-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-8-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-9-Agosto Pre-aviso-Greve-AvalAgo2018-Continuidade-10-Agosto