Artigo no jornal Público, onde uma vez mais, reafirmamos a vontade de manter o pré-aviso de de 2 a 31 de julho. Já há muito que foram criadas as condições necessárias para a continuação da luta (desde fins de junho), para todos os que queiram continuar a mostrar ao ME o nosso profundo desagrado face às enormes injustiças de que somos alvo: https://www.publico.pt/2018/07/12/sociedade/noticia/sindicato-stop-mantem-greve-ate-ao-final-do-mes-1837796

Paralelamente, está a decorrer uma sondagem – independente (Blog de Arlindo) – para quantificar a vontade dos colegas em fazer a greve até dia 31 de julho. Apelamos à participação e, como sempre, estamos atentos a todas as sondagens independentes.