Multiplicam-se as reações a mais uma mentira por parte de MST sobre os professores. A seu tempo o S.TO.P. irá levar a cabo uma reação formal, para a qual convidará os restantes sindicatos, como é apanágio.

Entretanto seguem duas reações que são dignas de partilha: uma CARTA aberta e um curto VÍDEO da autoria de 2 colegas:

“Caro MST
Ao longo das suas tendenciosas intervenções na TV como comentarista encartado, o Miguel procura, como outros seus colegas, vir ensinar ao povo aquilo que o povo deve pensar. De entre as piedosas intenções que todos lhe reconhecem, há o esforço permanente por denegrir por todas as maneiras a classe docente. Recorre às comparações mais absurdas e descabidas para demonstrar o indemonstrável, como a referência às operárias de Rabo de Peixe, e agora usa mesmo a mentira descabelada da exigência dos retroactivos.
Ora, toda a gente sabe, e o Miguel também, que os professores nunca exigiram retroactivos nenhuns. Apenas exigem (e disso nunca vão abdicar) a contagem integral do tempo de serviço. É óbvio que a verdade dos factos não lhe interessa. O seu único interesse é tentar voltar a opinião pública contra os professores. Mas o efeito é o oposto. A única coisa que consegue é conquistar o asco de um número crescente de portugueses. Parabéns Miguel. Está a conseguir.

José Oliveira, professor aposentado”


VÍDEO “Miguel, outra vez?” (Armando Oliveira):