Solidariedade com a greve

0
48

O S.TO.P. recebeu a seguinte mensagem de solidariedade da Casa Associação de Defesa dos Direitos dos Trabalhadores. Esta associação é constituída por trabalhadores de diferentes áreas (Bancários, TAP, Call Centers, Estivadores, AutoEuropa, etc) além de investigadores como a Raquel Varela. Muitos desses profissionais também são pais de alunos da Escola Pública.

“Estamos solidários com as vítimas dos vários tipos de violência que afetam milhares de crianças e trabalhadores da Escola Pública causadas pelas atuais (e anteriores) políticas educativas:

– A violência de trabalhar em centenas de escolas ainda com amianto (substância comprovadamente muito cancerígena) e apesar da promessa não cumprida do Primeiro-ministro António Costa em “erradicar todo o amianto dos edifícios públicos até finais de 2018”;

– a violência da falta crónica de funcionários nas escolas que se manifesta nomeadamente na sobrecarga de trabalho (muitos vezes até à exaustão total) dos poucos funcionários em serviço ou no aumento da violência dentro do espaços escolares por falta de vigilância;

– a violência de salários tão baixos que já não compensa a muitos professores dar aulas em algumas zonas do país ou tenham que aceitar ir viver para parques de campismo ou quartos sem quaisquer condições (que neste momento leva a que 50 000 alunos estejam sem aulas a pelo menos uma disciplina desde o início do ano letivo);

– a violência e a impunidade nas escolas em que os profissionais da Educação agredidos verbal e fisicamente (muitas vezes por adultos familiares de alunos) além de verem os agressores impunes não têm qualquer apoio jurídico e psicológico por parte da tutela.

Estes tipos de violência não só agridem as suas vítimas diretas mas também toda a sociedade que, sem uma Escola Pública de qualidade para todos, não poderá ser mais democrática e justa.

Por tudo isso estamos solidários com a luta associada aos pré-avisos de greve do S.TO.P. de 11 a 22 de novembro de 2019.”

O S.TO.P., em nome de todos os profissionais da Educação vítimas dos vários tipos de violência referidos, agradece este gesto de solidariedade: JUNTOS SOMOS + FORTES!

A PARTILHAR.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2355785898069552&id=1915990048715808