Solidariedade com os colegas dos E.U.A.

0
141

O S.TO.P. já enviou uma mensagem de solidariedade a uma das principais organizações de docentes participante nos protestos que têm agitado os Estados Unidos da América (alguns têm juntado professor@s, funcionári@s, alun@s, pais, etc).

Um exemplo de unidade e luta a seguir!

No Kentucky, professor@s lutam contra o corte nas pensões (cartazes=” Não ao roubo das reformas”) e em vários estados muit@s estudantes organizam marchas de protesto contra a inacção do governo face aos massacres e à proliferação de armas, no que são acompanhados pelos pais e pelos professores. Em West Virginia, professor@s já estão em greve há uma semana, enquanto o governador da Florida aprova o uso de armas para os funcionários das escolas, na sequência das sugestões de Trump. O presidente foi eleito com o poderoso contributo do importante lobby das armas e mesmo a proposta inicial de Trump para aumentar a idade de licença de porte de arma para os 21 anos, acabou por ser retirada.

Se os nossos governantes estão unidos nos seus ataques a quem trabalha nas escolas, também nos devemos começar a unir (seja em Portugal, Brasil, E.U.A., etc).

Foto de S.TO.P.