Autoritarismo e reafirmação do pedido de demissão

Depois de justamente pedir a demissão da equipa ministerial e da dgeste em julho, como por exemplo aqui, continuamos incessantemente a denunciar à comunicação social o autoritarismo que norteia a ação do M.E.

Em detrimento da dignificação dos profissionais de Educação e da qualidade do processo de ensino-aprendizagem, agora sob a forma de prepotência legislativa, O M.E. em nada contribui para a estabilidade e qualidade, particularmente, do funcionamento dos Conselhos de Turma e consequente avaliação dos alunos.