Continuam os pedidos de negociação

Colegas, publicamos o email que enviámos ontem ao Ministro da Educação.

O S.TO.P., mais uma vez, depois de 14 de junho e 2 de julho, volta a demonstrar que quer, juntamente com o Ministro da Educação, trabalhar decididamente para uma resolução que vise mitigar os problemas que afetam docentes, discentes e toda a comunidade educativa.

E O MINISTRO DA EDUCAÇÃO, a manter o seu silêncio ensurdecedor e a sua intransigência (em não reunir em tempo útil com o único sindicato nacional que mantém a greve), AFINAL O QUE QUER?

Foto de S.TO.P.

Ministério da Educação em NEGAÇÃO!

Sobre a informação do Ministério da Educação que refere que os Conselhos de Turma com disciplinas sujeitas a exame se terem todos realizado, o Sindicato de Todos os Professores – S.TO.P. – fez o seguinte comunicado junto do Jornal de Notícias e a agência Lusa (meio de comunicação social que divulgaram a informação do ME, procurando, mais uma vez repor a verdade:
 
” Ao contrário da informação veiculada pelo ME, e recentemente publicada, AINDA existem escolas onde há conselhos de turma do ensino secundário por realizar: inúmeras escolas com reuniões do 10º ano de escolaridade nessa situação (as quais nunca estiveram sujeitas as serviços mínimos) e várias escolas, com disciplinas sujeitas a exame, do 11º e 12º ano de escolaridade, como por exemplo (…). Também temos conhecimento que, em algumas escolas, a realização destes conselhos de turma, apenas aconteceram com recurso a ilegalidades, como por exemplo, com cem porcento de professores convocados durante os serviços mínimos (o Acórdão do Colégio Arbitral estipulava metade mais um), com professores em greve e propostas de classificação não ratificadas pela totalidade dos professores, pautas não assinadas por diretores de turma/secretários, entre outras situações irregulares um sem número de “criatividades”, que permitiram a saída de classificações que padecem de legalidade. “
 
Assistimos a mais uma TENTATIVA de desmobilização do ME, o qual não olhou a meios para obter ALGUNS resultados que agora procura globalizar.
 
Temos de continuar a não compactuar com a ilegalidade que procura furar a greve e esmorecer a justa luta dos professores.
 
Por isso mesmo propomos:
Manifestação em frente ao Me, dia 11 de julho, pelas 14h30;
– Continuar a greve até dia 31 de julho caso as nossas legítimas reivindicações nãos sejam atendidas de forma consensual entre os colegas.

Parabéns aos colegas no Alto Minho!

Fizeram-se ouvir junto do Ministro que – apesar de agendar as negociações com um intervalo de 8 dias -, esteve pelo menos ontem em Braga e, hoje, em Viana do Castelo numa iniciativa do PS local.

“Não fujas Brandão, nós temos razão…” foram algumas das palavras de ordem para o ministro e, para além do mais, os docentes questionaram a decisão de NÃO CONVOCAR o S.TO.P. para a negociação, junto da comunicação social, como a SIC. O ministro ficou em silêncio…


O nosso muito obrigado a TODOS os colegas em LUTA!

 

Que diz o Ministro?

Afinal quem fala verdade e está de boa fé? O Ministro ou os professores?

Afinal quem fala verdade e está de boa fé? O Ministro ou os professores?

Pubblicato da S.TO.P su Venerdì 22 giugno 2018

Reunião com o ME

O S.TO.P. VAI REUNIR COM O MINISTRO DA EDUCAÇÃO:

O novo sindicato de tod@s @s professor@s S.TO.P. recebeu hoje um convite do ME para reunir, juntamente com outros sindicatos docentes, no próximo dia 4 de junho. Já tínhamos pedido para reunir com o ME há mais de 2 meses… pelos vistos a greve às reuniões de avaliação a partir de 4 de junho já começou a ter consequências.

Compreendemos a apreensão/receio de muitos colegas (tendo como base o passado) mas NÃO SE PREOCUPEM COLEGAS, NENHUM ACORDO SERÁ ASSINADO POR NÓS COM O ME, SEM ANTES QUE ESTE SEJA SUFRAGADO DEMOCRATICAMENTE PELA NOSSA CLASSE DOCENTE.

Foto de S.TO.P.

Ministro explica a trapalhada nas AEC

O Ministro da Educação vai ao parlamento na próxima quarta-feira, dia 23 de maio, para explicar toda esta injustiça/trapalhada que lesa milhares de docentes das AEC.
Esta é uma OPORTUNIDADE ÚNICA para TODO O PAÍS ouvir o PROTESTO LEGÍTIMO dos DOCENTES das AEC !

O S.TO.P. já CONVIDOU formalmente todos os sindicatos/federações sindicais docentes para discutirmos a possibilidade de juntarmos forças para uma grande concentração de protesto dentro e/ou fora do parlamento no próximo 23 maio.
Apesar das naturais diferenças que existem entre todos os sindicatos, se não nos UNIRMOS quando milhares de colegas nossos estão a ser empurrados para o desemprego prolongado, quando nos vamos unir?

Os docentes que concordarem que TODOS os sindicatos se devem unir RAPIDAMENTE em DEFESA dos docentes das AEC coloquem um “like” neste post (para ver quantos colegas concordam que isso aconteça).

Foto de S.TO.P.