Valença deu um forte sinal de união e resiliência

0
129

Hoje, o S.TO.P. esteve presente e disponibilizou toda a ajuda aos colegas Nelson e Catarina, bem como à assistente operacional Célia, todos agredidos violentamente, a semana passada.

Temos tido o relato de que em algumas escolas a falta de funcionários tem permitido, por exemplo, a entrada (não controlada) de pais de alunos que, posteriormente em alguns casos, levou a agressões físicas dentro do espaço escolar (inclusive a alunos). Lamentavelmente alguns destes casos têm sido silenciados por algumas direções escolares (dando ilusão de que tudo vai bem nessas escolas).

Não há verdadeira Educação com insegurança de quem lá trabalha (alunos e profissionais da Educação)!

Por isso o S.TO.P. defende nomeadamente a colocação imediata de milhares de funcionários (prometidos por este ministro da educação para fevereiro de 2019…) e a punição de qualquer agressão a quem trabalha nas escolas.

Continuamos à espera de uma palavra e tomada de posição do ministro da educação e da tutela.