Basta de pressões e chantagens aos docentes!

0
482

O período de greve às Avaliações tem início a 4 de Junho de 2018.

O S.TO.P. tomou conhecimento que houve direcções de escola que enviaram, durante o fim-de-semana (dias de descanso obrigatório e descanso complementar), comunicações aos professores para enviarem as notas propostas para os alunos, por via da aplicação informática, até 48h antes do calendário das reuniões de Avaliação.

O S.TO.P. reafirma a inexistência de qualquer obrigatoriedade dessa acção de avaliação em período abrangido pelo(s) pré-Aviso de Greve de 4 a 15 de Junho e também a partir de 18 de Junho de 2018.

Alertamos também que essa medida pode configurar uma tentativa de substituição de grevistas nas reuniões de avaliação.

Além disto, a pressão da parte da entidade patronal (aqui representada pelas direcções de escola) sobre os trabalhadores em dias de descanso laboral é uma prática de assédio laboral que deve e pode ser objecto de processo para quem a pratica (neste caso os representantes da entidade patronal).

Basta de pressões e chantagem. Pela liberdade de lutar, tod@s com a Greve às Avaliações a partir de 4 de junho.

Foto de S.TO.P.