Não aceitamos as injustiças da RR32: EQUIDADE PARA TODOS

0
203

O S.TO.P. perante mais uma alteração das regras a meio do jogo (RR32) reagiu logo no fim-de-semana passado, nomeadamente:
1) pediu ESCLARECIMENTOS ao ministro sobre de que forma pensa compensar os colegas lesados pelas alterações introduzidas;
2) CONVIDOU todos os sindicatos/federações docentes a juntar forças em defesa destes colegas injustiçados (até hoje continuamos sem qualquer resposta);
3) convocou um PLENÁRIO para 2 de maio (aberto a sócios e não sócios) para se decidir democraticamente o que fazer perante esta injustiça.

Também enviámos um comunicado de IMPRENSA de denúncia: https://www.noticiasaominuto.com/…/professores-pedem…

Após o plenário muito participado de ontem (o único de que temos conhecimento), o S.TO.P. CUMPRIU o decidido democraticamente (nomeadamente alertou grupos parlamentares/partidos políticos com assento parlamentar e está a dinamizar outras iniciativas).

A esmagadora maioria dos colegas presentes no plenário defende que, de acordo com o princípio de igualdade e equidade, é fundamental que TODOS os professores colocados desde 1 de setembro (em RR ou contratação de escola) beneficiem de horário completo e anual desde a RR32 (29 de abril).

UNIÃO E DEMOCRACIA na luta é o caminho.

Mais uma vez ficou evidente que um sindicalismo realmente diferente – democrático, independente e não sectário -, não tem qualquer problema em tentar unir forças e em dar VOZ e PODER diretamente a quem trabalha nas escolas, num plenário aberto e democrático: JUNTOS SOMOS + FORTES!