No DN: S.TO.P. denuncia que alunos e professores não são máquinas

0
716
No DN, o S.TO.P. denunciou nomeadamente que “os alunos e professores não são máquinas e, inclusive, é reconhecido que uma parte significativa da classe docente já está exausta ou próxima do burnout”. Também por isso, não se deve fazer alterações no calendário escolar que prolonguem o término previsto das aulas ou que reduzam as pausas letivas porque é “fundamental priorizar a defesa da saúde mental da comunidade educativa e da qualidade das aprendizagens”.