O que virá da conferência de imprensa dos outros sindicatos?

    0
    887

    Temos recebido mensagens de colegas preocupados com o que será apresentado pelos sindicatos tradicionais na Conferência de Imprensa daqui a pouco às 11h. Há muitos colegas receosos que precisamente quando a classe docente começava a demonstrar que está a “aquecer” para uma luta forte, algo que já não se verificava com esta dimensão pelo menos desde 2018, que os sindicatos tradicionais apresentem uma “inovadora/combativa” forma de luta, APENAS para 2023. Esperemos que isso não aconteça, porque efetivamente isso poderia contribuir para arrefecer a luta que NESTE MOMENTO está a crescer/aquecer em centenas de escolas por todo o país. Algo semelhante do que aconteceu nas lutas docentes em 2008 ou em 2018 quando pararam a luta para supostamente recomeçar mais de 1 mês depois, mas entretanto essas mobilizações históricas desapareceram… A história demonstra-nos que as lutas sociais VITORIOSAS não se coadunam com lutas de pára/arranca mas sim aproveitam o “timing” certo que existe a cada momento (e que muitas vezes se perde um mês depois). Adiar lutas quando se sente que a sua mobilização está efetivamente a crescer, infelizmente na maioria dos casos, desmobilizam colegas, permitindo um “balão de oxigénio” aos governantes que tanto nos atacam. O ME já demonstrou que está preocupado com esta luta/greve com início a 9 de dezembro (por exemplo Conferência de imprensa inédita ou as FAQs do ME). O S.TO.P. espera que os colegas dos outros sindicatos estejam à altura da OPORTUNIDADE deste momento e que TODOS juntem forças, não para apoiar o S.TO.P. mas para apoiar a classe docente a CONQUISTAR o que é seu pelo direito.

    ESTA LUTA É DE E PARA TODOS OS PROFESSORES (independentemente se são do sindicato A, B ou não sindicalizados). JUNTOS SEREMOS + FORTES!