Que o ME faça em 2 semanas o que NÃO FEZ durante o verão passado

0
109
Colegas, o ME decidiu SUSPENDER todas as aulas (presenciais e à distância) nas próximas 2 semanas.
 
O S.TO.P. considera que esta medida, mais uma vez, é REVELADORA da falta de visão estratégica, planeamento e concretização por parte de quem tem a obrigação de dirigir e representar toda a comunidade educativa. Salientamos ainda que, neste processo de decisão agora revelado – 2 semanas sem ensino à distância-, os sindicatos da área da Educação não foram consultados para expressar a sua opinião, o que é representativo da forma de atuação por parte desta tutela.
 
Antes do verão passado e, também, no decorrer deste ano letivo, até ao presente momento, o S.TO.P. propôs ao M.E tomar as MEDIDAS necessárias para minimizar os efeitos desta crise pandémica provocada pelo SARS CoV-2 e suas variantes nas Escolas, por exemplo: redução de alunos por turma, aumento da distância entre alunos nas salas de aula, separadores acrílicos entre alunos e alunos/professores, kits de proteção, aumento de Profissionais de Educação para as necessidades decorrentes desta pandemia, testes de diagnóstico, etc.
Mais uma vez, não fomos OUVIDOS e o resultado destas opções, entre outras, culmina na situação catastrófica que todos nós estamos a viver presentemente.
O GOVERNO e o ME não podem continuar a cometer os mesmos erros.
 
Este período de tempo (15 dias) deve ser bem rentabilizado para PREPARAR o regresso ao ensino presencial em melhores condições de segurança para todos que lá trabalham e estudam e, caso isso não seja possível, recorrer a um Plano B para todas as situações onde se justifique o Ensino à Distância, garantindo, previamente, as condições para todos os docentes e alunos.