Solidariedade sindical às iniciativas de 4 e 5 de outubro (respetivamente do SIPE e da FENPROF)

0
1294

O S.TO.P. hoje enviou, formalmente, ao SIPE e à FENPROF a sua solidariedade com as suas iniciativas de 4 de outubro e de 5 de outubro mas também apelando à união entre sindicatos em defesa de quem trabalha nas escolas: 

“Caros colegas dirigentes sindicais do SIPE e da FENPROF, 

é do conhecimento geral que estão a organizar respetivamente uma greve de docentes a 4 de outubro e um protesto no dia 5 de outubro em Lisboa. Vimos por este meio expressar a nossa solidariedade com os objetivos das duas iniciativas nacionais que, como é público, são comuns não apenas com o que o S.TO.P. defende mas também com outros sindicatos/federações docentes.

Como sabem, em finais de julho enviámos a todos os sindicatos/federações docentes (incluindo ao SIPE e à FENPROF) um convite para juntarmos forças em defesa de questões fundamentais para quem trabalha nas escolas (inclusive algumas referidas nas vossas iniciativas de 4 e 5 de outubro). Fraternalmente temos que vos transmitir que lamentamos não ter tido qualquer resposta nomeadamente por parte do SIPE e da FENPROF a esse nosso convite porque acreditamos genuinamente que juntos seríamos mais fortes.

Também ficamos surpreendidos em constatar que nas declarações dos vossos dirigentes e nas vossas respetivas páginas/sites apenas se referem exclusivamente à vossa iniciativa de 4 ou 5 de outubro, como se a iniciativa do outro sindicato/federação docente não existisse.  

Acreditamos que quem está nas escolas não concorda com essa atitude de desunião entre sindicatos, que atingiu o cúmulo de termos mobilizações separadas para formas de luta docente em 2 dias seguintes (“cada um na sua bicicleta”) em que a FENPROF age como se a greve de dia 4 não existisse e o SIPE age como se o protesto de dia 5 outubro não existisse. Ainda por cima quando as duas iniciativas apresentam reivindicações comuns.

No S.TO.P. o que nos move é exclusivamente a defesa de quem trabalha nas escolas e acreditamos genuinamente na importância da união. Por isso agimos de forma consequente, no passado, sendo o único sindicato a convidar todos os outros sindicatos/federações docentes (por dezenas de vezes) e, agora, não agindo como se estas formas de luta não existissem apenas porque são convocadas por outros.

Colegas, estamos a cerca de uma semana, ainda há tempo para convergirem nomeadamente convidando todos os outros sindicatos/federações docentes a juntar forças. Enquanto estivermos cada um a “pedalar na sua bicicleta”, quem nos ataca e rouba direitos continua a conseguir impor profundas injustiças para quem trabalha nas escolas. 

Esperamos que rapidamente nos respondam (ou convidem) para que juntos possamos fazer mais e melhor em prol dos direitos de todos que representamos. 

JUNTOS SERÍAMOS + FORTES!

Com os melhores cumprimentos,

Direção do S.TO.P.”