Visita a algumas das Escolas que fecharam devido à greve

    0
    171
     
     
    Colegas, fomos visitar algumas das Escolas que fecharam devido à GREVE dinamizada pelo S.TO.P. em defesa do ensino presencial com condições de segurança para nós e os nossos alunos. Fomos ouvir os principais motivos que levaram os Profissionais da Educação a aderir à greve.
    O Primeiro-Ministro, que em início de setembro dizia que as Escolas estavam totalmente preparadas, anunciou (quando as primeiras escolas começaram a fechar devido a esta greve) a “contratação imediata de mais 1500 assistentes operacionais”! Ficou evidente que VALE A PENA LUTAR e que outras lutas se justificam no futuro sempre em defesa de uma Escola Pública de qualidade e em segurança para todos.
    Fomos transmitir-lhes pessoalmente que, se o governo não cumprir, ou se constatarem que apesar destes 1500 A.O.. continuam a não estar reunidas as condições mínimas de segurança, o S.TO.P. , mais uma vez, ESTARÁ DISPONÍVEL para estar ao lado de quem luta pelos seus direitos: doa a quem doer e de acordo com a vontade dos Profissionais de Educação.
    Em todo o país onde constatem que não estão salvaguardadas as condições mínimas de segurança para a comunidade educativa, e onde mais colegas (docentes e não docentes) estão dispostos a lutar para denunciar/exigir melhores condições, SOLICITEM-NOS uma reunião sindical (independentemente de serem sócios ou não sócios do S.TO.P.), enviando um email para s.to.p.sindicato@gmail.com
    Nessas reuniões (abertas a todos os sócios e não sócios), democraticamente, os Profissionais de Educação poderão decidir que formas de luta querem fazer (e podem contar com a ajuda do S.TO.P. para concretizá-las).
    JUNTOS SEREMOS + FORTES!